Impactos Setoriais com a Reforma Tributária

A CCIF fez uma nota técnica em que apresenta projeções dos impactos macroeconômicos, setoriais e distributivos que a reforma tributária gerará na economia. O trabalho constrói um modelo que possui 86.628 equações e 95.205 variáveis, para simular alguns cenários com a reforma tributária. 

O primeiro é o cenário padrão, com a reforma tributária sem impostos seletivos sobre fumo, bebidas e combustíveis fósseis. O segundo é o cenário base, considerando estes impostos seletivos que reduzem externalidades negativas.

Os demais cenários, além dos impostos seletivos, incluem outros efeitos da reforma tributária sobre a produtividade que não são capturados pela simulação base – tais como a redução de custos administrativos e do contencioso tributário, bem como a correção de distorções geográficas na alocação de capital. Tais simulações tomaram por referência outro trabalho da CCIF, que estima um aumento da produtividade total dos fatores de 14,4% em 15 anos e 16,4% no longo prazo com a reforma. 

Os resultados das simulações foram que para o cenário otimista, haverá um aumento de cerca de 25% no consumo das famílias, 25% no investimento, 17% nas exportações, 16% nas importações, 18%, 26% e 18% nas atividades setoriais da agropecuária, indústria e serviços, respectivamente. Ainda, foi estimado uma redução do custo de insumos de 15%, 11% e 12% para os setores agropecuária, indústria e serviços, respectivamente. 

Finalmente, o estudo mostrou que num cenário otimista, ocorre uma melhora no bem-estar de cerca de 17% para famílias com menos de 6 salários mínimos e 16% para famílias que ganham mais de 30 salários mínimos. É importante observar, que mesmo considerando uma reforma sem impostos seletivos e sem considerar aumento de produtividade, a melhora no bem-estar tem uma correlação negativa com o nível da renda.  Ou seja, quem ganha menos, terá um aumento maior de bem-estar para todos os cenários considerados.

Os resultados podem ser observados nos gráficos e tabelas abaixo:

Leia mais!

Impactos Setoriais com a Reforma Tributária

A CCIF fez uma nota técnica em que apresenta projeções dos impactos macroeconômicos, setoriais e distributivos que a reforma tributária gerará na economia. O trabalho constrói um modelo que possui 86.628 equações e 95.205 variáveis, para simular alguns cenários com a reforma tributária. 

Leia mais »

O real desvalorizou mais do que o peso argentino

O real é a moeda que mais se desvalorizou em 2020. Até outubro de 2020, o real já havia perdido cerca de 30% do seu valor em relação ao final de dezembro de 2019. É claro que a pandemia influenciou nesta desvalorização, no entanto, nenhum país teve a moeda tão depreciada como a nossa, isso expôs diversas fragilidades na nossa economia e formas equivocadas que lidamos com crises.

Leia mais »

Acompanhe e Compartilhe!

Me siga nas redes sociais.

Fique por dentro!

Cadastre-se para receber notícias e novidades do meu mandato.

Faça sua doação

Conheça o #AGENTEqueFAZ, nosso programa de voluntariado para distribuição de cestas básicas .